Páginas

sábado, 29 de outubro de 2011

Orquestra de São Petersburgo

Na noite de quinta-feira foi o encarramento da Série Internacional dos Concertos de Paulínia 2011. E fechou com chave de ouro: a Orquestra Sinfônica de São Petersburgo. Estivemos lá, para nossa sorte e felicidade, acompanhando umas das melhores orquestras do mundo.

Abaixo, dois vídeos do final do espetáculo:


E:


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Caçador de baratas

video

Haku é um caçador. Seu instinto não falha... e sob um simples comando, sempre atento, ele está disposto a pegar o bicho que estiver à sua frente. Mas, coitado, ele não tem noção de que um vidro é um vidro... 

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Lugares para todos os gostos

Como falei antes, o maior atrativo de Buenos Aires é a cidade em si: ruas bem planejadas, avenidas muito largas, parque bem cuidados, muitos cafés, estilo de vida parisiense. Há poucos lugares realmente turísticos para ver, mas a cidade pede que seja descoberta pouco a pouco. 

*****

Rosedal

La Boca e Caminito: vá, bata foto das casinhas coloridas, fique 10 minutos e saia. Se voltar a Buenos Aires, certamente não irá lá novamente. Mesmo assim, o lugar é repleto de turistas (brasileiros em sua grande maioria), que adoram fingir que dançam tango nos palcos dos inúmeros restaurantes pra lá de caça-níqueis. 

Puerto Madero: assim como La Boca, repleto de brasileiros. É, na verdade, a parte mais nova da cidade, cheia de prédios empresariais. Mas ali nos diques, a multiplicação de restaurantes para turista-que-gosta-de-gastar-dinheiro é impressionante. É a parte mais moderna da cidade.

Bosques de Palermo: um passeio que vale a pena, sobretudo na primavera. No Rosedal, as rosas estão abertas, emanam um cheiro delicioso e encantam os olhos. Depois, o Jardim Japonês não perde em beleza nem em cuidados. Dá ainda para realizar um bom passeio pela região, pelo Jardim Botânico, Observatório, os parques da região, o Jardim Zoológico. E lá, sim, a gente entende o espírito parisiense da cidade. 

Palermo Soho: é o melhor lugar para comer. Muitos restaurantes, lojinhas, ruas em paralelepípedo. Um bairro charmoso e que atrai cada vez mais os turistas. Sobretudo quem gosta de desfrutar as delícias gastronômicas. 

Centro: vale a pena passear um pouco pela Avenida 9 de Julio, Avenida del Mayo, passar em frente à Casa Rosada, entrar na famosa livraria El Ateneo (Av. Santa Fe), percorrer o centro todo. Só não vale a pena se prender no roteiro de compras da Calle Florida e cair na lábia dos "caçadores" de turistas para os shows de tango e as casas de câmbio dali.

Ricoleta: bairro chique, chiquérrimo. E bonito. Ao lado do centro de cultura, fica o cemitério em que Evita Perón está enterrada. E fuja dos restaurantes que ficam em frente ao cemitério: é fria na certa. 

Apartamentos em Baires

Vai para Buenos Aires? Então pense seriamente em alugar um apartamento na capital argentina. Os apartamentos são bem mais baratos que os hotéis e você tem a chance de se misturar à vida portenha. Eu fiz isso. Achei um site na internet e, depois de me certificar da seriedade, resolvi arriscar. E não é que deu certo? Aluguei um apartamento em Palermo, bem pertinho da Av. Santa Fe, por menos de 400 dólares a semana. Há várias opções, de preços, locais e tamanhos. E o negócio é seguro: você paga o preço do aluguel somente na sua chegada, incluindo aí um valor de caução (que é devolvido no check-out). Eles apenas cobram antecipadamente a taxa administrativa, no meu caso, de 45 dólares. A agência envia um e-mail de confirmação de reserva, marca um horário de chegada de acordo com o horário do seu voo. Ao chegar no apartamento, um funcionário espera o cliente, explica o funcionamento do apartamento (o que tem, onde estão as coisas, internet etc.), é assinado o contrato e feito o pagamento. Pronto. Rápido e simples, sem muita burocracia e certamente uma ótima forma de se hospedar na cidade sem pagar muito. A agência que eu contratei é a ByT Argentina, mas há outras. 

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

De volta

No Rosedal, um dos Bosques de Palermo

Estamos de volta. Chegamos ontem à noite em casa, depois de uma viagem não muito longa, mas cansativa. Escapamos das cinzas do vulcão chileno, felizmente. E algumas fotos da viagem estão disponíveis aqui

Buenos Aires foi a primeira cidade que conhecemos da América Latina fora do Brasil. É uma cidade cujo principal atrativo é ela mesma, suas ruas planejadas, largas avenidas, cidade plana, parques lindos e bem cuidados (o que dá uma certa inveja de los hermanos), os cafés e a moda parisiense de viver. 

Não dá para escapar de alguns lugares puramente turísticos, como La Boca (passamos lá para dizer que fomos), mas não são os melhores espaços para andar pela cidade. Brasileiros dominam por lá, com seu jeito expansivo de fazer turismo. Os porteños, no entanto, são muito amigáveis (a rixa é só daqui pra lá, não no sentido contrário) e se esforçam para compreender o constrangedor portunhol. 

Aos poucos pretendo colocar algumas dicas aqui... de restaurantes, de hospedagem, de passeios. 

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

E...

...na segunda-feira, dia 10, embarcamos para Buenos Aires!
Na volta, eu conto algumas coisas.
E deixo fotos.

Finalmente...

Depois de um ano de trabalho, praticamente, foi publicada a Pitágoras, 500 - Revista de Estudos Teatrais do Departamento de Artes Cênicas da Unicamp. Para acessá-la, clique aqui. Estão disponíveis o número de lançamento e a chamada de artigos para o próximo número. Deu trabalho...