Páginas

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Iguarias gregas

Juro que não foi esnobismo, mas falta de raciocínio mesmo. Foi num empório, delicioso, repleto de iguarias de vários países, queijos de todos os lugares. Vimos, ali, azeitonas diversas e, dentre tantas, as gregas. Ah, as azeitonas gregas. Foi então que Alexandre se lembrou: "será que eles têm?" Não titubeei: "Vocês têm 'fetá'?" O rapaz, sem graça: "Queijo 'féta'?" Puxa, pois é, aqui o acento da palavra muda, vira paroxítona, mas eu não tinha me dado conta. Tinha, responde o jovem, mas não vendemos mais porque é um queijo que não tem saída. Feta é um queijo de cabra grego, delicioso, utilizado especialmente na salada grega. E foi pensando nessa salada que pedi o queijo. Sorte que não tinha, pois o preço não é nada agradável: 78 reais o quilo.

SOS Mata Atlântica

Não significa que eu seja adepta do ato de fazer xixi no banho, mas o vídeo é uma graça e as referências são ótimas:

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Mistérios

Curada do resfriado, eu de novo, nova. Depois de quatro meses seguidos tendo problemas com a Telefônica, com contas incompreensíveis e multas cobradas indevidamente (além de quedas horrendas da internet e do telefone), eis que este mês surge mais um mistério: a conta de telefone deu o irrisório valor de 3,10 reais. Houve, simplesmente, um crédito de 134,76, sabe-se lá de onde! Pelo bem, pelo mal, vamos tentar descobrir isso direitinho. Porque, se for crédito pela ausência do serviço de internet, é muito; se for indenização por danos morais e materiais, é pouco.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Ah, sim

O congresso foi interessante. E minha viagem à terra do sol não se resumiu ao mar e às areias coloridas. Foram 4 dias de encontros do GT de Teatro e História (ou História e Teatro, tanto faz), em uma sala sem ventilador nem condicionador de ar para uma cidade que está quase debaixo da linha do Equador. Ou seja, um calor tremendo. Fora o calor úmido, tudo correu bem: as apresentações, as discussões sempre interessantes, o tempo livre para passeio e não tive nenhuma intoxicação alimentar. Trouxe comigo, no entanto, um belo de um resfriado que se resume em intermináveis acessos de tosse.

domingo, 19 de julho de 2009

As areias coloridas do Morro Branco


São famosas as lembrancinhas do Ceará: potes de vidro com desenhos feitos com areias coloridas. A grande maioria dos turistas que visita o Estado leva este artesanato pra casa. Pois essas areias têm uma origem: Morro Branco, praia do município de Beberibe, a 80 km de Fortaleza. São, ao todo, 14 cores diferentes retiradas das falésias (mas eu vi apenas umas 5: laranja, branca, vermelha, rosa e amarela); verde, azul e lilás não existem naturalmente, são feitas a partir da areia branca. O passeio feito pelo labirinto formado pelas falésias encanta e surpreende pela inacreditável formação, uma mistura de areia com argila que assume uma cor diferente de acordo com o elemento químico encontrado na sua composição. Abaixo, uma foto que mostra essa variação de cor:

sábado, 18 de julho de 2009

Em Canoa Quebrada

Muita gente conhece aquele famoso vídeo que mostra uma ferrari andando a toda velocidade pelas ruas de Paris. Não tive a pretensão de fazer um projeto semelhante, evidentemente, mas filmei um pequeno trecho do passeio de buggy que fizemos em Canoa Quebrada, praia a 160 km ao leste de Fortaleza. Reduto hyppie deste os anos 70, além das falésias avermelhadas, ela possui uma formação muito semelhante a dos Lençóis Maranhenses, em escala muito menor: dunas com lagoas de água doce, formadas pela chuva drenada pelas areias. Resolvemos fazer o passeio "sem emoção", já que havia uma criança e uma gestante conosco (Ivan e Larissa). Algumas fotos da viagem estão disponíveis no álbum. Eis aqui os vídeos:

video

video

sábado, 11 de julho de 2009

Alencar, Iracema e o futuro

Amanhã embarcamos para Fortaleza e por lá ficaremos uma semana. Eu vou participar de um congresso de História, mais especificamente de um simpósio temático de Teatro e História (ou vice-versa, não importa). Já o Alexandre vai de acompanhante, aproveitar a passagem barata que encontramos e o sol constante da capital cearense. Na volta, fotos. É claro. Na ida, um chá de cadeiras em um escala de 6 horas no Galeão, até chegar na terrinha de José de Alencar (o escritor, não o vice-presidente), de Iracema e da famosa praia do futuro.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

À moda de Hitchcock

Todo mundo que gosta de seus filmes e assiste, sabe que Hitchcock sempre aparece em alguma cena. Virou marca registrada dele. Pois no capítulo de ontem de Som & Fúria, Fernando Meirelles também deu o ar da graça. Na cena da reunião do conselho artístico do Teatro Municipal ele apareceu de perfil, no canto esquerdo da tela, compenetrado na exposição de Dante (Felipe Camargo).

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Das últimas postagens

Ok, sei que as últimas postagens deste blog o deixaram com cara de página de memórias. Tudo isso tem um motivo: as últimas semanas não têm sido das mais interessantes por aqui. Trabalho e trabalho, em suma. Pudera, com relatório, qualificação de tese e congresso à vista, meu mundo tem se resumido à vida acadêmica.